Neste 8 de março relembramos um filme foi ao ar na televisão, em junho do ano passado, na nossa propaganda partidária.
O MP representou contra o Partido e venceu pois a justiça entendeu que esse filme não serve como propaganda política feminina!!!
Recebemos com indignação essa decisão oriunda de profunda insensibilidade com as questões femininas.
A interpretação da justiça parece ser o predominante pensamento machista de sempre, de que as mulheres só entendem o chamamento direto! Se não falar “mulher, venha para política” elas não entenderão!
Violência contra mulher, contra homossexuais, adoção de crianças por casais homossexuais, legalização do aborto, combate ao machismo, ao assedio, liberdade de uso do próprio corpo, são questões caras às mulheres do nosso Partido e esperamos atrair mais mulheres que pensem como nós.
Continuaremos na luta contra a obrigatoriedade de seguir um “script” decorado. Nosso Partido Verde não tem vocação para lugar-comum.